Tag Archives: educação

Plano de Educação, oportunidade para construção de um futuro melhor

O Plano Nacional de Educação possui metas ousadas, e no debate sobre o projeto, a sociedade assiste ao confronto da ousadia com a possibilidade. Quem afirma é o senador Alvaro Dias, relator do PNE 2014-2023, para quem as metas do plano, apesar de ousadas, são de difícil concretização. No Plenário, na tarde desta terça-feira, Alvaro Dias fez um relato dos debates que ocorreram na Comissão de Educação, na audiência que contou com representantes do governo, da área de gestão educacional, de órgãos e conselhos do setor, e também de administrações estaduais e municipais. O senador listou, na Tribuna, as 20 metas do PNE que são alvo dos debates na comissão, e reiterou para a importância da participação de parlamentares, gestores, membros do governo e, principalmente, da sociedade, para que se possa aprovar um Plano que seja a síntese do que deseja o povo brasileiro em relação à educação. “Quero fazer um apelo aos brasileiros ligados ao setor educacional: que contribuam com as suas ideias, que encaminhem suas sugestões a este relator ou aos outros senadores, para que possamos redigir um relatório final com a participação de milhares de mãos de brasileiros que entendem ser a educação fundamental para o futuro do País. Se esse PNE em 10 anos se tornar uma realidade, a educação brasileira será totalmente diferente, e certamente o nosso País caminhará com maior velocidade na direção de um futuro mais adequado a todos os brasileiros”, afirmou o senador Alvaro Dias. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

O futuro da educação em debate

images (2)A Comissão de Educação realiza, nesta terça-feira(08/10), às 10h, a pedido do senador Alvaro Dias(PSDB/PR), audiência pública para debater o financiamento do setor educacional. Alvaro Dias, relator do Plano Nacional da Educação(PNE), acredita que a opinião de especialistas e de representantes do governo é fundamental para aperfeiçoar o texto. Para a audiência foram convidados o presidente da Associação Nacional de Pesquisa em Financiamento em Educação (FIDENUCA), José Marcelino Rezende Pinto; o coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara; o diretor de Estudos e Políticas Sociais do IPEA, Rafael Guerreiro Osório; e a diretora-executiva do movimento “Todos pela Educação”, Priscila Cruz. O senador Alvaro Dias também vai realizar outras audiências públicas para debater o PNE nos dias 14,15,16 e 17 de outubro(Postado por Cristiane Salles-assessoria de imprensa)

Brasil entre os piores em ranking global da educação

images (1)Quando se trata da educação, o Brasil está mais perto dos piores exemplos entre os países do mundo do que dos melhores. A constatação está presente no Relatório de Capital Humano do Fórum Econômico Mundial, organização sem fins lucrativos baseada em Genebra, e que discute as questões mais urgentes enfrentadas mundialmente, incluindo saúde, educação e meio-ambiente. O Relatório, que traz o ranking global sobre a educação, coloca o Brasil na 88ª posição em um total de 122 países. O Brasil está colocado mais perto dos lanternas Burkina Faso (121º) e Iêmen (122º) do que da Finlândia (1º) e Canadá (2º), que lideram neste indicador. Olhando a lista de maneira invertida, pode-se dizer que o país tem o 35º pior desempenho em educação. Leia mais aqui. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

PNE e financiamento da educação serão discutidos em audiência pública

pne

Os senadores da Comissão de Educação aprovaram os requerimentos apresentados por Alvaro Dias para realização de audiências públicas em que será discutido o Plano Nacional de Educação. A primeira audiência, como explicou o senador Alvaro Dias, relator do PNE, terá como objetivo debater a questão do financiamento ao setor educacional. O requerimento de Alvaro Dias convida para a audiência o presidente da Associação Nacional de Pesquisa em Financiamento em Educação (FIDENUCA), José Marcelino Rezende Pinto; o coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara; o diretor de Estudos e Políticas Sociais do IPEA, Rafael Guerreiro Osório; e a diretora-executiva do movimento “Todos pela Educação”, Priscila Cruz. Segundo o presidente da Comissão, senador Cyro Miranda (PSDB-GO), a audiência requerida por Alvaro Dias será realizada na próxima terça-feira (8). Ainda na Comissão de Educação, o senador Alvaro Dias apoiou a aprovação do requerimento apresentado pela senadora Ana Amélia (PP-RS), para que seja realizada audiência a fim de se discutir a crise vivida pela Universidade Gama Filho, no Rio de Janeiro. O senador criticou a negligência do governo em dar atenção aos problemas desta tradicional e reconhecida universidade brasileira. “Já mandei diversos expedientes ao ministro da Educação, Aloizio Mercadante, pedindo soluções para o problema, mas não obtive respostas” , afirmou o senador. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa/ Foto: Luiz Wolff)

PNE: financiamento da educação será prioridade

Relator do Plano Nacional de Educação (PNE), o senador Alvaro Dias (PSDB/PR) disse hoje que pretende fazer alterações no texto para aperfeiçoá-lo, principalmente no que diz respeito ao financiamento da educação no País. “A questão do financiamento será prioridade. Vamos debater o assunto com especialistas e representantes do governo em uma audiência pública para encontrarmos a melhor fórmula de equacionar esse problema”, disse. Questionado sobre a suposta intenção de governistas de levar o PNE direto para o plenário, dispensando a competência da Comissão de Educação, Alvaro Dias disse não acreditar que isso possa acontecer: “Educação é coisa séria e precisa ser discutida com seriedade. O governo não pode decidir sobre um assunto tão sério, dispensando a análise da comissão de mérito”. O PNE já foi aprovado pela Câmara e, agora, passará por votação final no Senado (Postado por Cristiane Salles-assessoria de imprensa)

O aumento do analfabetismo e o financiamento da educação no PNE

analfabetismoPela primeira vez em quinze anos, o índice de analfabetismo cresceu no Brasil. É o que mostra a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), realizada em 2012 e divulgada hoje pelo IBGE. Em um ano, o índice dos que não sabem ler nem escrever passou para 8,7%, ou seja, o país ganhou 300.000 analfabetos, totalizando 13,2 milhões de brasileiros. O Nordeste foi o principal responsável por elevar a taxa nacional – é onde moram 53,8% de todos os analfabetos do país. O senador Alvaro Dias(PSDB/PR), relator do Plano Nacional de Educação(PNE), já anunciou a realização de audiência pública com representantes do governo e da sociedade civil para discutir, principalmente, o financiamento da educação. “Hoje os municípios estão sobrecarregados com a redução dos recursos do FPM. E muitas cidades dependem desses recursos para o investimento em educação, que deve ser uma prioridade”, disse(Postado por Cristiane Salles-assessoria de imprensa)

Debate sobre fortalecimento regional e educação no Centro-Oeste do Paraná

O senador Alvaro Dias esteve recentemente na cidade paranaense de Goioerê e foi recepcionado pelo prefeito Beto Costa e diversas lideranças da região. Durante o encontro o senador destacou a importância da execução de um projeto mais amplo visando o fortalecimento regional. Alvaro Dias também elogiou o modelo de gestão que o prefeito Beto Costa está colocando em prática e que vem promovendo grandes mudanças em Goioerê. O prefeito Beto Costa disse que o senador Alvaro Dias é uma grande referência para o Paraná no Senado, e destacou o trabalho do parlamentar para ajudar a população com diversas emendas para região, principalmente para a Santa Casa de Goioerê. Ainda na cidade, o senador e o prefeito participaram de uma reunião com as famílias que serão beneficiadas com 50 casas que estão sendo construídas no Jardim das Américas. Alvaro Dias também fez uma visita à Universidade Estadual do Paraná (Unespar/Fecilcam), onde recebeu informações acerca da continuidade do projeto de construção do novo câmpus. Leia mais aqui. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

Jovens querem governo honesto e que priorize saúde e educação, diz pesquisa

futuroQue o Brasil seja liderado por um governo honesto e atuante, que priorize uma educação de qualidade e a melhoria urgente dos serviços de saúde pública. Isto é o que espera do poder federal a grande maioria dos jovens brasileiros, de acordo com estudo do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) divulgada nesta segunda-feira. O Ipea pediu para cada entrevistado escolher, entre 16 temas, seis que seriam prioritários. Em primeiro lugar ficou a educação de qualidade, apontada por 85,2% dos jovens. Em seguida, aparece a melhoria dos serviços de saúde, com 82,7%. Na terceira colocação, ficou o acesso a alimentos de qualidade (70,1%). Em quarto lugar, apareceu ter um governo honesto e atuante (63.5%). A pesquisa, feita em maio e antes da onda de manifestações no país, já mostrava que a melhoria nos transportes e estradas era uma prioridade para 40,9% das pessoas de 15 e 29 anos. Vela mais aqui sobre a pesquisa. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.