Plano de Educação, oportunidade para construção de um futuro melhor

O Plano Nacional de Educação possui metas ousadas, e no debate sobre o projeto, a sociedade assiste ao confronto da ousadia com a possibilidade. Quem afirma é o senador Alvaro Dias, relator do PNE 2014-2023, para quem as metas do plano, apesar de ousadas, são de difícil concretização. No Plenário, na tarde desta terça-feira, Alvaro Dias fez um relato dos debates que ocorreram na Comissão de Educação, na audiência que contou com representantes do governo, da área de gestão educacional, de órgãos e conselhos do setor, e também de administrações estaduais e municipais. O senador listou, na Tribuna, as 20 metas do PNE que são alvo dos debates na comissão, e reiterou para a importância da participação de parlamentares, gestores, membros do governo e, principalmente, da sociedade, para que se possa aprovar um Plano que seja a síntese do que deseja o povo brasileiro em relação à educação. “Quero fazer um apelo aos brasileiros ligados ao setor educacional: que contribuam com as suas ideias, que encaminhem suas sugestões a este relator ou aos outros senadores, para que possamos redigir um relatório final com a participação de milhares de mãos de brasileiros que entendem ser a educação fundamental para o futuro do País. Se esse PNE em 10 anos se tornar uma realidade, a educação brasileira será totalmente diferente, e certamente o nosso País caminhará com maior velocidade na direção de um futuro mais adequado a todos os brasileiros”, afirmou o senador Alvaro Dias. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.