Operação da PF investiga esquema Delta-Cachoeira, revelado na CPI

mosaico-pfA Polícia Federal, por intermédio da Operação Saqueador, realizou nesta terça-feira busca e apreensão de documentos e computadores na casa do empresário Fernando Cavendish, ex-presidente da construtora Delta, e em mais dez endereços de pessoas ligadas aos negócios do empresário. O objetivo da PF é de aprofundar investigação que apura desvio de recursos públicos em três estados, no esquema que envolveu a Delta e o bicheiro Carlinhos Cachoeira. No Plenário, o senador Alvaro Dias, além de elogiar o trabalho da Polícia Federal, lembrou que a CPI do caso Cachoeira levantou todas as informações sobre a atuação desta quadrilha, e que hoje dão suporte à investigação da PF. O senador destacou que, da Tribuna, em 18 de junho de 2012, apontou indícios que mostravam a Delta como matriz de um “monumental esquema de corrupção”. Na ocasião, Alvaro Dias apresentou um gráfico que mostrava o passeio do dinheiro que saía do governo federal para a Delta, desta para a empresa Alberto & Pantoja, e dela para dezenas de empresas laranjas, comandadas por familiares e integrantes do esquema Cachoeira. “A operação da Polícia Federal é reveladora da importância da CPI como instrumento do Legislativo para a investigação de denúncias. Quando esta Casa instalou a CPI Cachoeira, as críticas foram constantes e reiteradas. Em que pese o fato de ter sido ela dominada politicamente, no final apresentou relatórios variados e paralelos como o nosso, que permitiram à Polícia Federal dar prosseguimento às investigações. Deixamos aqui registrado os nossos cumprimentos à PF por este extraordinário trabalho de investigação”, afirmou o senador. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.