O troca-troca partidário e o balcão de negócios

Às vésperas do prazo final estabelecido pelo calendário eleitoral, a política está vivendo o auge do troca-troca partidário. Na última semana, com a criação de dois novos partidos e a possibilidade de viabilização pela Justiça Eleitoral de um terceiro, vários parlamentares estão migrando para as novas legendas. Para o senador Alvaro Dias (PR), a política se transformou em uma feira e o surgimento de partidos é “sintoma da deterioração do modelo político vigente”.“É um balcão de negócios, um balcão promíscuo de negócios escusos. Os partidos são leiloados. É uma picaretagem explícita. Não são partidos de verdade, são siglas para registro de candidaturas que vendem tempo de televisão e do rádio. É a desmoralização mais visível da atividade política no Brasil”, disse o senador ao G1. Leia mais (Postado por Cristiane Salles-assessoria de imprensa)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.