Daily Archives: 10 de outubro de 2013

BNDES investe bilhões de reais em empresas fracassadas

bndesA política do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) está gerando prejuízo de bilhões de reais para os cofres públicos. De acordo com informações divulgadas pelo jornal Folha de S.Paulo, o BNDES ressuscitou em 2007 a política de “campeãs nacionais”, investindo R$ 20 bilhões em empresas “companheiras”. O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) disse ao site da Executiva Nacional do PSDB que os números são mais uma mostra da incapacidade gerencial do governo petista.“O BNDES deveria retirar o S do nome, porque deixou de ser social há muito tempo. É a consagração da incompetência do atual governo e sem dúvida define com muita facilidade o que é o desvio de finalidade da aplicação do dinheiro do contribuinte”. Leia a íntegra da matéria(Postado por Cristiane Salles-assessoria de imprensa)

Governo Federal realiza apenas um terço dos investimentos

O ano de 2013 está chegando ao fim, mas, até agora, os investimentos públicos, essenciais para o crescimento sustentável da economia, alcançaram apenas 35,7% do total de R$ 91,2 bilhões autorizados. Segundo levantamento do site Contas Abertas, entre as pastas que apresentaram redução nos investimentos em relação a 2012, chama atenção negativamente o Ministério da Educação, com quase R$ 2 bilhões a menos do que as aplicações dos nove primeiros meses do ano passado.O Ministério dos Transportes também reduziu os investimentos em R$ 557,2 milhões. A falta de investimento público é exatamente o ponto que tem sido criticado por especialistas como o fator que está segurando a economia brasileira. Na última terça (8), o Fundo Monetário Internacional (FMI) reduziu a estimativa de crescimento econômico no Brasil de 3,2% para 2,5%, no próximo ano. Com isso, o Brasil ocupa a última colocação entre os países emergentes em 2014(Postado por Cristiane Salles-assessoria de imprensa)

Brasil, de novo o campeão mundial das taxas de juros

jurosMesmo com índices mostrando que a inflação recuou para 5,86% no acumulado de 12 meses, a diretoria do Banco Central, reunida nesta quarta-feira (09), decidiu elevar em meio ponto percentual a taxa básica anual de juros, de 9% a 9,5%. Esta é a quinta alta seguida da taxa Selic, que subiu 2,25%, passando de 7,25% em março para o patamar atual de 9,5%. Os analistas e especialistas do mercado financeiro consultados semanalmente pelo BC, no boletim Focus desta semana apostam em mais um aumento de juros, com a Selic fechando o ano em 9,75%. Com a elevação dos juros feita ontem, o Brasil voltou a ter a maior taxa de juro real do mundo. Curiosamente, no período anterior às eleições de 2010, em que Dilma foi eleita para suceder o governo Lula, a taxa de juros passou pelo mesmo movimento de alta. Naquela época, a Selic subiu dois pontos percentuais (passando de 8,75% para 10,75%) nos quatro meses que antecederam o início da campanha eleitoral, em julho.  (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

Prisões de mensaleiros podem ocorrer ainda neste mês de outubro

joacaDeve ser publicada nesta sexta-feira, pelo Supremo Tribunal Federal, a íntegra dos votos dos ministros no julgamento dos chamados “embargos de declaração”, que foram apresentados pelos 25 réus condenados pelo escândalo do mensalão. A partir da publicação, será aberto prazo de cinco dias para que as defesas dos condenados apresentem novas contestações às decisões dos ministros, os chamados “embargos dos embargos”. Dos 25 condenados, 12 poderão apresentar, no prazo de 30 dias, os chamados “embargos infringentes”. O presidente do STF, Joaquim Barbosa, afirmou nesta semana que a Corte deve julgar ainda neste mês de outubro os segundos embargos de declaração. No caso dos embargos de declaração, como eles servem apenas para sanar eventuais omissões, contradições ou obscuridades durante o julgamento e não têm poder de alterar as condenações, o Supremo poderá decretar, então, o trânsito em julgado logo após a sua análise. Significa dizer que 13 dos condenados não terão mais como recorrer, e então as sentenças poderão ser executadas. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.