Mais uma operação da PF, agora para prender fraudadores do Bolsa Família

grana PFA Polícia Federal deflagrou nesta segunda-feira mais uma operação para prender membros de uma quadrilha responsável por desvios de R$ 8 milhões destinados ao pagamento de seguro-desemprego e do Bolsa Família. Na Operação Fake Work, a PF apreendeu R$ 4 milhões desviados pela organização criminosa, por meio de bloqueios em contas bancárias. Os criminosos usaram vínculos empregatícios falsos para obter pagamentos de 1 463 benefícios fraudulentos, segundo a PF. A equipe de policiais federais apurou que o líder da quadrilha forjava ser um policial federal, exibia carteira funcional falsa e ainda ostentava patrimônio obtido por meio da fraude. Os investigados foram indiciados por corrupção ativa e passiva, peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Somadas, as penas somadas podem ultrapassar trinta anos de prisão. Leia mais aqui. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.