Câmara optou por caminho mais longo e difícil para garantir voto aberto

voto-abertoO senador Alvaro Dias (PSDB/PR) disse, nesta quarta (4), que a aprovação da PEC que prevê voto aberto para todos os casos pode ser uma manobra política. O senador é autor da PEC 196/2007 que prevê voto aberto para os casos de cassação de mandato, e que está em estágio mais avançado, pois já foi aprovada no Senado em dois turnos e na CCJ da Câmara: “Eu tenho preocupação com a manobra política. Isso sinaliza, certamente, um propósito de protelação da aprovação do voto aberto para cassação de mandato. Se há uma proposta já aprovada no Senado e na CCJ da Câmara, pronta para deliberação em plenário, por que colocá-la em segundo plano e aprovar uma proposta que terá que passar pelo Senado e que não obterá consenso? Eu creio que nós vamos eliminar as suspeitas se a Câmara der prosseguimento às providencias para aprovar e promulgar essa PEC que institui o voto aberto para cassação de mandato até outubro. Dessa forma, os mensaleiros já serão julgados politicamente com voto aberto”, disse.Leia mais no G1(Postado por Cristiane Salles-assessoria de imprensa)

Ouça a entrevista:

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.