Monthly Archives: maio 2013

Governo impõe sigilo às informações sobre gastos de Dilma em viagens

dilma_italiaO site IG informa que o governo federal colocou sob sigilo todas as informações relativas às viagens que a presidente Dilma ou o seu vice, Michel Temer, já fizeram ou vierem a fazer ao exterior. Segundo o IG, os dados dos gastos realizados pela presidente e sua comitiva só poderão ser divulgados depois que ela deixar o Palácio do Planalto, em 2014 ou em 2018. Extratos de uma comunicação do Itamaraty, a que o iG teve acesso, determina a reclassificação de todos os expedientes e documentos relacionados às visitas ao exterior de Dilma ou do vice, feitas desde que ela tomou posse, em 01/01/2011. A regra se aplica também às viagens que forem feitas “futuramente”. Segundo o site Contas Abertas, até abril, R$ 15,2 milhões foram pagos com o Cartão de Pagamento do Governo Federal, o chamado Cartão Corporativo. Do total pago por meio dessa ferramenta, 48%, o equivalente a R$ 7,3 milhões, foram efetuados de maneira sigilosa. A Presidência da República lidera os pagamentos com cartões corporativos e também os gastos secretos. Já foram pagos R$ 4,8 milhões com os cartões da Presidência, 95% deles sigilosos. O senador Alvaro Dias, no último mês de março, apresentou requerimento, posteriormente aprovado pela Mesa Diretora do Senado Federal, solicitando informações ao ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, sobre os gastos feitos pelo governo brasileiro na viagem de Dilma e comitiva à cidade do Vaticano, por ocasião da missa inaugural do pontificado do Papa Francisco. O requerimento submeteu 16 perguntas ao ministro e à Presidência, para que sejam esclarecidas questões como os gastos totais com a comitiva, se os cartões corporativos foram utilizados, entre outras. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

Os principais fatos da semana no Congresso

Semana em que a estratégia do governo de culpar a oposição caiu por terra. O erro no pagamento do bolsa família que gerou boataria foi da própria Caixa Econômica Federal .O senador Alvaro Dias apresentou requerimento para ouvir o presidente da Caixa e representação para que o Ministério Público responsabilize os culpados. Semana também de cobrar o cumprimento da promessa de que medidas provisórias fora do prazo serão devolvidas. E semana de comemorar aniversário: um ano que o senador boliviano Roger Molina está asilado na embaixada brasileira em La paz e, nove anos depois de começar a denunciar fraudes em loterias, Alvaro Dias recebeu resposta do ministério da Justiça que afirmou: a Polícia Federal abriu inquérito para descobrir porque tem gente ganhando na loteria mais de 500 vezes (Postado por Cristiane Salles-assessoria de imprensa)

Brasil em penúltimo lugar em ranking internacional na área de educação

rankinghO Brasil ficou em penúltimo lugar no ranking mundial de educação realizado pela Economist Intelligence Unit (EIU), uma empresa do grupo britânico The Economist. De acordo com o estudo, dentre os 39 países e a região de Hong Kong estudados, o Brasil ficou somente na frente da Indonésia. O país que atingiu o topo do ranking foi a Finlândia, seguido da Coreia do Sul. O índice global faz parte de um programa de análise quantitativa e qualitativa, e para o ranqueamento, duas variáveis foram usadas: habilidades cognitivas (que englobam leitura, matemática e ciência) e níveis de escolaridade. As habilidades são analisadas mediante estudos de programas internacionais de avaliação de estudantes, como o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA) e Progresso Internacional do Estudo da Literatura (PIRLS). Os níveis de escolaridade são analisados mediante taxas de alfabetização e pós-graduação. Leia mais aqui. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

TCU critica gestão de Dilma e adverte para o risco da “argentinização” do País

Argentina e dilmaOs ministros do Tribunal de Contas da União aprovaram, com restrições, as contas apresentadas pelo governo federal relativas ao ano de 2012. Ao todo, foram emitidas 22 ressalvas relacionadas a problemas de gestão da administração Dilma. O relator do processo no TCU, ministro José Jorge, afirmou que a maioria dos programas sociais do governo não consegue alcançar a meta estabelecida pelos ministérios, e fez também duras críticas aos investimentos governamentais em infraestrutura, área considerada um dos gargalos econômicos do País. Segundo José Jorge, a malha rodoviária, ferroviária e portuária continua sofrendo com a má administração. Um exemplo da má gestão do governo na infraestrutura foi dado com a obra da Transposição do São Francisco. O TCU afirma que a Transposição, a maior obra em execução no País, “praticamente não andou em 2012”. O ministro José Jorge criticou ainda as manobras contábeis patrocinadas pela equipe econômica. O ministro do TCU fez uma advertência: o risco de uma “argentinização” do Brasil em razão da falta de credibilidade da política fiscal. Segundo salientou o senador Alvaro Dias, os números divulgados pela equipe econômica são cada vez menos confiáveis, e a perda de credibilidade da política fiscal é notória. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

Brasil despenca em competitividade

portos                                             Problemas de infraestrutura, como o acesso ao porto, prejudicam a competitividade do Brasil 
O Brasil perdeu espaço no cenário competitivo internacional e despencou cinco posições no Índice de Competitividade Mundial 2013, elaborado pelo International Institute for Management Development (IMD), uma das maiores escolas de negócios no mundo. O país passou para a 51ª posição, ante o 46º lugar ocupado no ranking do ano passado. Na liderança da lista estão os Estados Unidos, que recuperaram o posto após perdê-lo no ano passado para Hong Kong, graças a uma melhora do setor financeiro, à abundância de inovação tecnológica e companhias de sucesso. O segundo lugar foi ocupado pela Suiça e o terceiro, por Hong Kong.

Futebol em Brasília: população paga caro, espertalhões lucram alto

maneA Subcomissão de Acompanhamento das Obras da Copa do Mundo e das Olimpíadas do Senado pode vir a investigar as informações divulgadas pela imprensa sobre a terceirização da utilização do Estádio Nacional de Brasília pelo governo do Distrito Federal. Segundo denúncias de jornais locais, o aluguel cobrado pelo estádio Nacional Mané Garrincha para o jogo entre Flamengo e Santos, no último domingo, foi de apenas R$ 4 mil (valor que ficou com o governo do DF). O jogo, um evento teste exigido pela Fifa, reuniu mais de 63 mil pessoas e rendeu R$ 6,9 milhões de renda, um recorde de arrecadação no futebol brasileiro. O problema é que, na divisão dessa bilheteria, o Santos, equipe que tinha o mando de campo, teria faturado R$ 800 mil, e outros R$ 545 mil teriam sido divididos entre as federações brasiliense e paulista de futebol. O resto, cerca de R$ 5,550 milhões, teria sido embolsado pela empresa responsável pela venda dos ingressos. A população de Brasília, que pagou caro pelos ingressos (entre R$ 160 e R$ 400), e mais caro ainda pela própria construção do estádio, que custou R$ 1,4 bilhão saídos dos cofres públicos, arcou com a festa dos empresários. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

Na CCJ, críticas à tentativa de impor limites ao poder de investigação do MPF

Foto: Gerdan WesleyEm audiência concedida ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, o presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves, afirmou que marcou para o dia 26 de junho a votação, em primeiro turno, da Proposta de Emenda à Constituição 37/11, que limita o poder de investigação do Ministério Público. Já no Senado, na manhã desta quarta-feira, o promotor Vladimir Barros Aras, que teve sua indicação para o Conselho Nacional do Ministério Público aprovada na CCJ, ao responder questionamento do senador Alvaro Dias sobre a PEC 37, afirmou que a medida “reduz a eficiência do MPF e é extremamente prejudicial à cidadania e ao sistema de controle das instituições numa República”. O senador Alvaro Dias disse que a tentativa de forças expressivas da sociedade de retirar prerrogativas do Ministério Público, reduzindo a eficácia dos instrumentos de fiscalização, cresce em contraposição à elevação da indignação da população em relação aos escândalos de corrupção na administração, à violência e à criminalidade. “É crucial fortalecermos todos os mecanismos encarregados da investigação criminal no País, principalmente de instituições como a Polícia Federal, o Ministério Público, o Coaf, o Ibama, entre outras” afirmou o senador. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa/ Foto: Gerdan Wesley)

Jogo do Poder

foto (15)O senador Alvaro Dias(PSDB/PR) é o entrevistado do programa Jogo do Poder, da CNT, que vai ao ar nesta quinta-feira(30), em rede nacional, a partir das 22h. Na entrevista ao jornalista José Marcelo, o senador fala sobre o papel da oposição, a overdose de medidas provisórias; a redução da maioridade penal, entre outros temas da política.O programa pode ser visto também nos canais 24 da Net, e 19 em UHF (Postado por Cristiane Salles – Assessoria)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.