Monthly Archives: fevereiro 2013

Revista Exame aponta quatro razões para não se animar com o trem-bala

Revista Exame: “O trem-bala seria um exemplo de modernidade no país. Com um custo estimado em mais de 30 bilhões de reais, ele poderia percorrer os cerca de 510 quilômetros que separam Campinas e e Rio de Janeiro. Entretanto, com os problemas nas licitações, o desinteresse da iniciativa privada e as muitas dificuldades nos editais, incluindo imbróglios jurídicos, o trem teve a previsão de inauguração adiada sucessivas vezes. Hoje, fala-se em 2020”, afirma a publicação. E esse prazo pode se alongar ainda mais, já que, nesta semana, o Ministério Público Federal entrou com duas ações civis públicas para a “correção de irregularidades que podem gerar danos bilionários” ao Tesouro Nacional. A Exame elenca quatro motivos que podem fazer a obra estourar novamente o prazo. Veja aqui quais são. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

Urgência na discussão de um novo pacto federativo

Está marcada para o dia 19 de março a votação do projeto que mantém o repasse atual dos recursos do FPE. Hoje, em entrevista à Rádio Senado, o senador Alvaro Dias lembrou que as novas regras de rateio do Fundo de Participação dos Estados vão inaugurar o processo de votação dos projetos relacionados ao Pacto Federativo. “O desequilíbrio é brutal. Há uma injustiça terrível na distribuição dos recursos públicos entre os entes da Federação. A União é privilegiada e concentra grande parte do bolo da receita. Repassou, ao longo do tempo desde a Constituinte de 1988, encargos excessivos para os municípios e não repassou de forma compatível os recursos para atender às novas demandas”, disse.Projeto de autoria de Alvaro Dias que tramita no Senado propõe que, para melhorar a distribuição de recursos aos estados e municípios, as contribuições sociais sejam incluídas no Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Para o senador, o projeto pode vir a aumentar o bolo que é disponibilizado para as gestões municipais, já que as contribuições representam 56% de toda a receita do País. Atualmente, essa parte fica exclusivamente nos cofres da União. (Postado por Cristiane Salles – assessoria)

Ouça a entrevista:

[podcast]http://www.alvarodias.blog.br/audios/pacto.mp3[/podcast]

Primeiro royalties, depois Orçamento

O Congresso votará na próxima terça-feira (06/03) o veto dos royalties do petróleo e em seguida o orçamento de 2013, segundo acordo feito hoje pelos presidentes da Câmara e do Senado. Segundo o presidente do Senado, senador Renan Calheiros, ele e o presidente da Câmara vão analisar – depois da votação do Orçamento – o que fazer para votar os demais vetos presidenciais pendentes. Renan Calheiros disse que, dos mais de 3 mil vetos à espera de votação, 1.478 podem ser considerados “prejudicados” porque se referem a matérias que não têm mais efeito. (Postado por Cristiane Salles-assessoria de imprensa)

Analistas avaliam que pibinho 2012 será menor que o esperado pelo governo

Na véspera do anúncio, pelo IBGE, do resultado das Contas Nacionais do 4º trimestre e, consequentemente, do patamar de crescimento do PIB em 2012, a instituições financeiras consultadas pelo “Valor Data” apontam uma alta média de apenas 0,9%, o que configuraria o menor avanço da economia brasileira desde 1999. Para os economistas e consultores do mercado, o gradual reaquecimento da economia observado nos últimos meses, o investimento que mais uma vez não decolou e a frágil retomada do setor industrial tiveram são problemas que não ajudaram a alavancar o crescimento do PIB. Veja abaixo um gráfico preparado pelo Valor com as perspectivas das instituições para o resultado do quarto trimestre e o PIB de 2012. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

Sponholz desvenda diferença entre Lincoln e Lula

Maioria do STF desobriga Congresso a votar vetos em ordem cronológica

A maioria dos ministros do rejeitou a liminar que obrigaria o Congresso a votar em ordem cronológica, antes de qualquer matéria, os 3.210 vetos presidenciais que se acumularam sem terem sido apreciados ou votados. A questão está sendo julgada pela Corte na sessão plenária de hoje do STF. Com isso, os ministros afirmaram que os parlamentares podem, por enquanto, votar os vetos na ordem que quiserem. Apenas o ministro Luiz Fux, autor da liminar, defendeu a manutenção da ordem para a votação no Congresso. Na sessão de hoje, os ministros apenas decidiram derrubar a liminar. Em data ainda não prevista, eles julgarão o mérito da ação – e, assim definirão o entendimento definitivo sobre o assunto. (Postado por Eduardo Mota – assessoria)

Sindicato denuncia corrupção na Petrobras

Noblat divulga em seu blog: Assinado pelo Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Minerais e Derivados de Petróleo do Estado do Rio de Janeiro, um informe de quatro páginas denuncia licitações viciadas e superfaturadas bancadas pela Petrobras. Uma delas foi para a ampliação e modernização da fábrica de lubrificantes da BR em Duque de Caxias. A obra custaria R$ 80 milhões. Saiu por R$ 180 milhões. Diz o informe que o dinheiro obtido por meio das irregularidades foi desviado por militantes do PT que trabalham na Petrobras para fazer face a despesas com campanhas eleitorais.

Prefeito do Vale do Ivai em Brasília

Foto: Gerdan Wesley

O prefeito do município paranaense de São João do Ivaí, Fábio Hidekí(PPS), visitou hoje o gabinete do senador Alvaro Dias(PSDB/PR). (Postado por Cristiane Salles-assessoria de imprensa)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.