Monthly Archives: abril 2012

Delta, campeã do PAC, já recebeu R$ 3 bi do governo

Levantamento realizado pela ONG Contas Abertas e divulgado pelo jornal “Estado de S.Paulo” revela que a Delta Construções, de 2007 para cá, já recebeu R$ 3 bilhões do Orçamento federal para executar projetos do PAC. “A Delta é a pentacampeã do PAC”, disse o coordenador do Contas Abertas, Gil Castelo Branco, lembrando que a segunda colocada no ranking é a Queiroz Galvão (recebeu quase a metade da Delta, R$ 1,7 bilhão). Apesar dos desembolsos, mais de 60% das obras do PAC, de acordo com o último balanço divulgado pelo governo, em abril, estão “atrasadas, paralisadas ou não iniciadas”. O senador Alvaro Dias já apresentou na CPI requerimentos convocando o dono da Delta, Fernando Cavendish, e sócios, para explicar relações com Cachoeira e confirmar declarações de que teria comprado um senador por R$ 6 milhões. Veja aqui requerimentos apresentados por Alvaro Dias. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

FHC: corrupção cresceu e Dilma avalia mal o Congresso

Em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, onde está para dar palestras, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso concedeu entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, e vaticinou: “a corrupção cresce e não há reação maior da sociedade”. Para FHC, a presidente Dilma não estaria fazendo propriamente uma faxina, mas deixando que a corrupção aconteça. “Provavelmente torcendo para que aconteça”, afirmou, destacando que a “faxina” é importante, mas que a presidente pode não estar avaliando o risco político que corre, principalmente em relação à própria base aliada: “o Congresso brasileiro é mais forte do que se pensa. Se não tem certa capacidade de entender o papel do Congresso no sistema brasileiro, você pode se dar mal”. Fernando Henrique fala ainda sobre a CPI do Cachoeira, economia, juros, primaverá árabe, entre outros assuntos. Clique abaixo para ler a entrevista na íntegra. (Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

ENTREVISTA DO EX-PRESIDENTE FHC

Sponholz e o julgamento da “quadrilha” do mensalão

Julgamento do mensalão em junho

O Presidente do STF Carlos Ayres Brito informa que o julgamento do mensalão deve começar no próximo mês de Junho.  A idéia é começar o segundo semestre quando é mais intenso o período eleitoral, sem o mensalão na pauta. O Presidente do Supremo pretende fazer sessões nas férias de meio de ano para concluir o caso, se for necessário. Ayres Brito promete isenção absoluta!

Fascismo explícito!

O escândalo Cachoeira fez transbordar também o “o sentimento fascista” enrustido em alguns ambientes da atividade publica brasileira. O reacionarismo se apresentou explícito ao trabalhar-se a idéia de convocação de representantes do melhor jornalismo investigativo, na tentativa de misturá-los aos agentes publicos e privados mergulhados nas águas sujas da corrupção. Não creio que a iniciativa que objetiva mudar o foco das investigações possa  prosperar. A afronta à liberdade de expressão encontrará resistência e  desmoralizará seus artífices. VEJA e Coluna do Ricardo Setti

Delta: interpelação judicial e queixa crime

Quando a Veja veiculou a materia sobre a Delta e o fantástico valor dos seus contratos com o governo, fui à Tribuna denunciar e apresentei requerimento para ouvir o senhor Cavendish no Senado. Isso já no ano passado. Na reportagem de Veja o empresário  afirmava ser  fácil comprar políticos e que com 6 milhões compraria um senador. Ingressei com interpelação judicial cumulada com  queixa crime. Agora em fevereiro, dia 12,  a Justiça Federal (RJ) determinou que se intime o autor e o MPF para prosseguimento da ação de queixa crime. Estou aguardando.

Gravações revelam conexões suspeitas!

 Revista Veja mostra mais uma conversa gravada pela PF que revela vinculos suspeitos de um esquema de corrupção à sombra do poder em Brasília. E a tentativa de se evitar a apuração dos fatos. Veja:
CARLINHOS: viu a matéria da DELTA aí?
DEMÓSTENES: isso, estou te ligando por isso, avisar o pessoal que está todo mundo em cima, ALVARO DIAS, não sei que, pan, pan…. E o que vai acontecer lá não tem jeito de aprovar nada, certo?, nós vamos fazer um… requerimento, mas requerimento é convite, o cara pode recusar, agora o grande negócio é que chama a atenção do ministério público prá cima deles.(…)
CARLINHOS: é mas eu não gosto da (…) A coisa é o seguinte: eu convivo com eles direto, não tem essa ligação com o ZE DIRCEU, ele comprou a empresa daqueles dois bandidos lá. E os caras dizendo que ele não pagou, e fez isso aí.
DEMÓSTENES: eles vão fazer barulho, vai sair um requerimento prá convidar, talvez o FERNANDO se antecipasse soltando a nota, dizendo que isso é mentira, que é um problema empresarial, que nunca teve isso e tal, tal. E pula fora, melhor alternativa. Agora o grande assunto no congresso vai ser isso, tentando chamar, tentando fazer isso e tal, já avisei a imprensa que não tem jeito de convocar, só tem jeito de convidar, porque não é autoridade, numa dessa aparece esses dois bandidos querendo palco e faz o regaço.
CARLINHOS: mas parece que eles não vão… LEIA MAIS AQUI

É tarde, a Cachoeira transbordou!

O Supremo acolheu ontem solicitação do Congresso Nacional (CPI e Conselho de Ética) e liberou dados considerados sigilosos do Inquérito resultante da operação Monte Carlo. Depois de tantos vazamentos seletivos que traumatizaram o mundo político nas últimas semanas, alertar agora que vazar é proibido, é inócuo. Seria hipocrisia afirmar que parlamentares e jornalistas se comoverão neste momento diante do apelo ao sigilio. Tarde demais, a Cachoeira transbordou!

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.